mas vocês já podem votar e trabalhar

”MAS VOCÊS JÁ CONQUISTARAM O DIREITO AO VOTO E AO TRABALHO, NÃO PRECISAM MAIS DO FEMINISMO”

 

O machismo tem meios diversos de se manter presente. Um deles é o pensamento geral de que as mulheres já conquistaram a igualdade e de um jeito muito deturpado, passamos a vida repetindo isso como se de fato o feminismo não fosse mais importante. Muitas pessoas não sabem ainda que feminismo não é uma luta estática e que não teve fim. Feminismo existirá enquanto houver resquícios machistas na sociedade. Enquanto mulheres estiverem, de forma discreta, sorrateira ou nítida, sendo oprimidas. E em ”sendo oprimidas” podemos dissecar: a vítima de estupro que é lida como culpada, os salários muitas vezes menores (conquistamos o direito ao trabalho mas não ao salário igualitário), a sexualidade feminina que só é considerada com recortes, o apagamento de direitos pra mulheres trans*, o apagamento de direitos pra mulheres negras, o padrão de beleza que muda a cada nova sacada da publicidade, a garota de 12 anos que não consegue chegar até a escola, uniformizada, sem ser assediada por um desconhecido na rua, a mulher gorda que tem seu prato vigiado por quem está ao redor, as lésbicas que sofrem estupro corretivo, as bissexuais que são consideradas indecisas, imploradoras de atenção… A mulher que é surrada pelo marido mas não pode denunciar porque foi ensinada que a mulher sábia edifica sua casa. A mulher que denuncia mas que morre antes de conseguir qualquer justiça. A mulher que trabalha o dia todo em uma empresa mas chega em casa e ainda precisa fazer todas as tarefas domésticas sozinha porque o marido está cansado do trabalho. A mulher que é considerada burra por decidir se dedicar aos filhos, a mulher que é considerada sem coração por decidir se dedicar à carreira, a mulher que não quer ter filhos e é tida como cruel, a mulher que não quer se casar e é chamada de amarga, a mulher que não gosta de cozinhar e é xingada de relaxada, a mulher que não se depila e sofre chacota, sendo chamada de nojenta, a mulher que gosta de sexo e é lida como vadia, a mulher que não gosta de sexo e é lida como frígida. A mulher. Ser mulher é o suficiente pra experimentar uma ou mais dessas coisas, e até outras não listadas aqui.

O feminismo ainda é importante porque ainda estamos muito longe do que deveríamos. O feminismo ainda existe porque votar e trabalhar nós podemos, mas dentro dessas 2 possibilidades existem outras muitas que nos são negadas. Podemos votar mas a representação feminina pelos direitos das mulheres na política ainda é mínima. Podemos trabalhar mas as oportunidades no mercado de trabalho são determinadas de formas absurdas, como por exemplo a demissão de mulheres grávidas ou a não-contratação de mulheres trans*. O feminismo ainda é importante porque o machismo ainda tem os tais meios diversos de se fazer tão presente e naturalizado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s