mulher direita, mulher boa

ATENÇÃO: ESSE TEXTO CONTÉM INSINUAÇÕES SOBRE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E APESAR DE TER SIDO ESCRITO DE FORMA IRÔNICA E COM OBJETIVOS DE INCOMODAR QUEM NÃO PERCEBE A TRISTE REALIDADE VIOLENTA E MACHISTA, PODE TRAZER SENTIMENTOS OU LEMBRANÇAS RUINS. SE APÓS ESSE AVISO NÃO SE SENTIR SEGURA E CONFORTÁVEL PARA LER, NÃO LEIA ❤

E aê, tio, fazendo o quê aqui essas horas? Passando, só, fumar um cigarro, dar uma relaxada, né? É, é bom. Tá vindo de onde? Ah, da padoca do Antunes ali em cima. Rapaz, cê nem tem ideia do que aconteceu, lá… É mesmo? Pois é. Que que houve? Eu tava lá tranquilo, fui pagar minha continha e aí eu vi uma mulher. Aí sim, heim, tio, era gostosa? Menino, a mulé tava sem camisa. Hãn? Sem camisa, cas teta pra fora. Mas tio, que louca. Tinha peitinho bonito, pelo menos? Olha, sobrinho, eu encarava. E ninguém chamou a polícia, ninguém fez nada? Ficou todo mundo chocado, isso sim e ela lá, comendo pastel na maior naturalidade, como se fosse normal uma mulher mostrar o peito assim de graça pra todo mundo, uma vagabunda. Nossa tio, essas mulheres com essas ideias de feminismo, depois são estupradas e nem sabem o motivo, taí, é tudo vagabunda querendo ter o direito de ser vagabunda. Menino, ce tinha que ver a cara de quem passava, eu não chamei a polícia por falta de reação, nunca na minha vida achei que fosse me deparar com isso e olhei feio pra ela, viu, olhei feio e espero que ela tenha se tocado. Tio, eu fico pensando que agora que eu tô na faculdade tô conhecendo mais garotas, né, e tava querendo namorar alguma, dar uma sossegada por um tempo e agora que cê me contou isso eu tô é com medo de começar a namorar uma dessas, aí. É, achar mulher boa hoje é difícil, né, mulher honesta, recatada, que gosta de agradar o marido, o namorado, mulher direita, né? A tia era direita, tio? Sua tia era uma mulé boa, cozinhava bem, nunca vi aquele banheiro sujo, nunca inventou de sair com as amigas, trabalhava fora, até que eu deixava, assim ela tinha o dinheiro dela pra gastar com os embelezamentos e eu não precisava gastar com ela. Ela nunca faria isso, né, tio, sair com os peitos pra fora. Nunquinha, que mulher minha nunca teve essas liberdades. Eu era muito novo quando ela morreu, ela morreu de quê mesmo, tio? Ah, o dia que ela morreu eu tava meio nervoso, ela também não ajudou, né, sempre foi mulher respeitada, mulher direita, sempre fiz de um tudo por essa mulher mas aí ela resolveu que não queria comparecer, e aí cê sabe como é, eu sou homem, pô, eu tenho meus direitos de marido! Ela não quis transar, tio? Isso, vê se pode uma coisa dessas? Aff, tio, odeio mulher fria. Eu também, sobrinho, eu também. E aí? Aí eu insisti e ela nada, eu dei um tapa, mas coisa boba, só pra ela ver que eu sou muito macho, não fiz querendo machucar, só que ela tava da pá virada e revidou o tapa, eu tive que resolver. E resolveu, tio? Foi assim que perdemos sua tia e olha, saudade dela, mulher direita, mulher boa, mulher que nunquinha ia me denunciar se tivesse sobrevivido.

A violência doméstica não é fruto do nervosismo passageiro de alguém. Ela é fruto do MACHISMO. É uma realidade triste e crescente que PRECISA PARAR. Se você leu esse texto, espero que tenha percebido o quanto algo que é considerado pela sociedade como ”direito besta exigido por feminista desocupada” é apenas uma das faces da violência contra as mulheres. Um seio desnudo sendo criticado pode até parecer ”frescura de feminista desocupada” mas é o reflexo de outras agressões que milhares de mulheres passam todos os dias. Se informe sobre feminismo antes de concluir o que o machismo já concluiu por você. (Início do texto inspirado na Cristina Flores, que tirou uma foto incrível de topless, comendo um pastel, com um senhor sem camisa a olhando com julgamento).

Anúncios

2 comentários sobre “mulher direita, mulher boa

  1. Esses homens consideram o seu machismo uma coisa natural, e quando encontram um feminista acham logo que é uma desocupada mal amada que precisa de homem,e como assim “mulher que nunquinha ia me denunciar se tivesse sobrevivido.” as mulheres que sofrem agressão dos seus companheiros precisam tomar alguma atitude, eu não entendo realmente quem sofre com isso e não faz nada em nome do amor, como se o homem tivesse pensando em amor quando levantou a mão para ela, uma mulher mostrar os seios torna-se uma coisa absurda, enquanto o machismo e a violência doméstica infelizmente estão ficando cada vez mais comuns.

    • é muito complicado julgar uma mulher em uma relação abusiva e violenta, sei que é difícil imaginar como podem aguentar mas justamente pelo machismo é que muitas se sentem na obrigação de ficarem com o cara. são casos e casos, é muito complicado =/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s